Menu
21 de janeiro de 2021
10º min
16º min
12/01/2021 às 05h44

Em operação na fronteira, Garras mata 6 homens que seriam ligados ao PCC e ao líder “Bonitão”


iviagora - blog do nelio

Agentes do Garras – Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assalto e Sequestros de Campo Grande, juntamente com a Polícia Civil de Ponta Porã realizaram um operação na noite dessa segunda-feira em Ponta Porã o que resultou na morte de sete criminosos ligados ao PCC – Primeiro Comando da Capital.

De acordo com as primeiras informações o confronto aconteceu próximo ao prédio da Uems – Universidade Estadual de MS, entre a saída de Dourados e o bairro Julia Cardinal numa casa na cidade fronteiriça.

Os agentes apreenderam seis armas, sendo dois fuzis e ainda, dois carros roubados. Na primeira abordagem os bandidos atiraram nos policiais, seis foram baleados e dois fugiram. O DOF – Departamento de Operações  de Fronteira localizou um dos fugitivo que tambem teria reagido a prisao aumentando para sete mortes.

A polícia suspeita que esses integrantes do PCC fazem parte da quadrilha que na noite de domingo tentaram resgatar na cidade vizinha de Pedro Juan Caballero o traficante e líder da facção na fronteira, Giovanni Barbosa da Silva, 29, o “Bonitão”. O atentado ocorreu na madrugada deste domingo.

Um grupo de cerca de 30 homens foram até a ede do Departamento de Investigações da Polícia Nacional, para onde Giovanni foi levado após ser preso horas antes em uma caminhonete blindada. Ele e dois seguranças estavam armados com fuzis. No domingo mesmo o líder do PCC foi extraditado para o Brasil.

A operação do Garras na fronteira deve continuar durante toda a noite e madrugada dessa terça-feira.