Menu
27 de setembro de 2021
10º min
16º min
03/08/2021 às 07h45

Nova Alvorada do Sul: Ao invés de paciente ambulância é flagrada transportando mercadoria para terceiros


iviagora - alvorada informa

Recentemente município locou uma ambulância ao custo de 60 mil ao mês para transportar pacientes

Uma cena inusitada chamou a atenção de pessoas que trafegavam em uma rua no bairro maria de Lourdes em Nova Alvorada do Sul, em plena manhã do ultimo domingo (25) uma ambulância pertencente a Secretaria Municipal de Saúde, estaria sendo utilizada supostamente para transporte de diversas sacas de farinha trigo para fins comercial destinada a produção de pães ou outra mercadoria embalada em grande quantidade.

Segundo apurado pela reportagem, no endereço onde a ambulância teria estacionado para a mercadoria ser descarregada, reside um padeiro que trabalha em uma conhecida panificadora do município, não se sabe quem seria o proprietário da mercadoria ou se o local seria somente um local provisório para a mercadoria ser descarregada. Segundo relatos de vizinhos, essa não seria a primeira vez que uma ambulância para na residência e efetua a entrega de mercadorias.

Para um morador que reside próximo ao local dos fatos, e temendo represálias preferiu não se identificar, existem muitas dúvidas, não é só o uso irregular da ambulância, que tem o uso exclusivo para transporte de pacientes, a pergunta é, que mercadoria é essa e de onde veio, será que a mercadoria foi desviada do município por algum servidor ou será que a ambulância somente foi usada para transporte irregular, de onde veio essa mercadoria, foi de Nova Alvorada do Sul ou de Campo Grande, será que a ambulância foi a Campo Grande somente para buscar a mercadoria, eu mesmo gostaria de saber do nosso prefeito o que acontece, isso é um absurdo. Disse o morador revoltado.

Se for confirmado que a mercadoria seria farinha de trigo, outra dúvida é qual seria o destino dessa mercadoria, ressaltando que o município possui uma padaria anexada a secretaria de Assistência social, mas estaria desativada no momento. Se tratando ou não de farinha de trigo, a questão é realmente grave, desde quando é utilizado a ambulância para transporte de mercadorias.

Recentemente a Secretaria de Saúde, teve que alugar uma ambulância no valor de 60 mil mensais para o transporte de pacientes, após a perca total de uma ambulância em um acidente e 3 dias depois outra ambulância quase perder uma roda enquanto encaminhava paciente para a Santa Casa, de forma emergencial a secretaria de saúde efetuou a locação de uma ambulância. Na época dos fatos, a secretária de saúde disse que as ambulâncias estariam em manutenção e por esse motivo estaria locando uma ambulância de forma emergencial e a compra de mais duas estariam em fase de licitação.

Em contato com o prefeito municipal Paleari, o mesmo recebeu as imagens mas preferiu não comentar a respeito. Sua assessoria foi contatada e não se manifestou.

O setor de frotas da administração municipal é todo informatizado, possuindo sistema de rastreamento de todos veículos, tornando assim, prático e fácil para apurar a verdade dos fatos bem como os locais onde a ambulância esteve na data que ocorreram os fatos.

Irônico, o autor da imagem diz ao enviar a imagem a nossa redação: “Enquanto isso, em Nova Alvorada do Sul, as sacas de farinha passam bem”, indignado disse “a ambulância deveria estar realizando o transporte de pacientes e não fazendo frete e transportando mercadoria”.

Fonte:Folha da cidade