Polícia Militar Ambiental de Bataguassu fecha carvoaria irregular, autua empresária em R$ 37,3 mil

IVIAGORA


Policiais Militares Ambientais de Bataguassu realizavam fiscalização ambiental e trabalhos de orientação para prevenção aos incêndios na operação Prolepse nas propriedades rurais no município e localizaram ontem (27) à tarde, uma carvoaria que funcionava de forma ilegal no assentamento Santa Clara, a 80 km da cidade.

Para a atividade, pertencente a uma empresária, havia licença para funcionar a carvoaria, porém, a madeira utilizada para a fabricação do produto não possuía origem. Não havia o Documento de Origem Florestal (DOF), que é o documento ambiental obrigatório para o transporte, comércio e armazenamento de qualquer produto florestal. Foram apreendidos 95 m³ de carvão e 25 m³ de lenha.

Parte do carvão que estava sendo fabricado e parte da madeira apreendidos.

As atividades foram paralisadas. A infratora (41), residente em Bataguassu, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 37.300,00 por funcionar atividade potencialmente poluidora em desacordo com a autorização ambiental obtida, com pena de um a seis meses de detenção e por uso da madeira ilegal, cuja pena é de seis meses a um ano de detenção.