Menu
24 de outubro de 2021
10º min
16º min
24/09/2021 às 09h09

Eduardo Bolsonaro testa positivo para Covid-19 e comitiva brasileira na ONU já tem três infectados


iviagora - r7/oglobo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro confirmou nesta sexta-feira que também foi diagnosticado com Covid-19. O filho do presidente Jair Bolsonaro também estava na comitiva do governo federal para Nova York, onde o presidente discursou na Assembleia-Geral da ONU.

A informação foi revelada pelo "R7" e confirmada pelo GLOBO com integrantes que estiveram com o governo em Nova York. Eduardo Bolsonaro é o terceiro integrante da comitiva a receber o teste positivo para Covid-19. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi o segundo.

Em suas  redes sociais, o deputado federal Eduardo Bolsonaro aproveitou o resultado positivo para criticar a proposta do passaporte sanitário, que exigiria a comprovaçãode vacinação para a realização de algumas atividades.

— Sabemos que as vacinas foram feitas mais rápidas do que o padrão. Tomei a 1ª dose de Pfizer e contraí COVID. Isso significa que a vacina é inútil? Não creio. Mas é mais um argumento contra o passarporte sanitário. Estudos sobre efeitos colaterais e eficácia estão ocorrendo agora — escreveu.

Além do esquema vacinal terminar após a segunda dose, no caso da Pfizer, a vacina não necessariamente impede o contágio, mas diminui consideravelmente a chance da doença se tornar grave.

Além dos dois, a ministra Tereza Cristina também confirmou nesta sexta-feira que recebeu o diagnóstico para a doença. A ministra da Agricultura, entretanto, não esteve na comitiva em Nova York.

Além de Eduardo e Queiroga, cerca de 50 pessoas que participaram da viagem aos Estados Unidos também estão em isolamento por determinação da Anvisa, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, que permanece no Palácio da Alvorada. A comitiva será testada no final de semana e, se receber um resultado negativo, poderá voltar às atividades presenciais na próxima semana.

Bolsonaro come pizza escondido na calçada de uma rua do Midtown East, em Manhattan. Lei municipal obriga apresentação de comprovante de imunização para frequentar salões fechados Foto: Reprodução - 19/09/2021

 

Na última quarta-feira, o secretário de Comunicação da Presidência, Adnré Costa afirmou que Bolsonaro está assintomático e que seguirá no Palácio do Alvorada até o período de cinco dias após o último contato com Queiroga, que se deu na terça-feira. Esse regramento, previsto no guia do Ministério da Saúde epidemiológico para o vírus, valerá para todos os outros.