A Polícia Civil desarticulou uma quadrilha especializada em furtar gado de propriedades rurais no Pantanal sul-mato-grossense e usar armas de fogo para fazer o abate clandestino destes animais.
A Operação Marruá foi desencadeada no início desta quarta-feira (25) e envolve 26 policiais civis das delegacias de Corumbá e Ladário, além de policiais militares ambientais.
No cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão estão sendo utilizados seis viaturas e três embarcações.
Uma parte da operação está ocorrendo na região conhecida como Formigueiro, às margens do rio Pacu, a cerca de uma hora e meia de distância – de barco, da cidade de Corumbá.

Até o fim da manhã haviam sido presas quatro pessoas em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Segundo a polícia, isso corrobora com a utilização de armas para o abate clandestino do gado furtado.
Dos quatro presos em flagrante, dois já tinham mandados de prisão expedidos pela Justiça para esta operação.
Além do furto do gado (abigeato) e porte de arma, os suspeitos também devem responder por ameaça e receptação.
A ação faz parte do projeto PC Presente e foi organizada pela Delegacia Geral de Polícia Civil (DGPC) junto com o Departamento de Polícia do Interior e a Delegacia Regional de Corumbá.