A Polícia Civil, por intermédio da DERF (Delegacia Especializada de Repressão aos Roubos e Furtos), prendeu nesta terça-feira, 23/01, um homem de 33 anos, que estava se passando por policial civil, para ameaçar comerciantes de Campo Grande-MS e obter vantagens ilícitas. A investigação teve início a partir do registro de uma ocorrência realizado na mesma data, por uma vítima.

O proprietário de um estabelecimento comercial, localizado em um bairro da capital, relatou que um homem teria apresentado uma carteira funcional e se identificado como policial civil, afirmando que faria uma “fiscalização” no comércio da vítima. Em um determinado momento o falso policial teria se dirigido até o caixa e subtraído os valores ali contidos.

Ao analisarem as imagens das câmeras de segurança e reunir demais elementos, os investigadores conseguirem identificar o criminoso como sendo W.S.P., que foi localizado em preso no Bairro Aero Rancho. Na casa do criminoso foram apreendias as roupas por ele utilizadas no momento do delito, bem como a carteira funcional por ele utilizada para se passar por policial.

Durante a formalização da prisão em flagrante, mais dois comerciantes comparecerem na delegacia de polícia relatando terem sido vítimas do mesmo criminoso. Em seu interrogatório, W.S.P. confessou que se passava por policial com a finalidade de constranger e ameaçar os comerciantes, exigindo valores em dinheiro para que não “autuasse” o comércio, bem como confessou que quando as vítimas não pagavam ele mesmo retirava o dinheiro dos caixas a força.

Por simular estar armado e ameaçar as vítimas, ele foi preso em flagrante por roubo. A Polícia Civil representou ao Poder Judiciário pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

W.S.P. possui diversas passagens policiais, sendo que no dia 12 de janeiro de 2012, na cidade de Dourados, ele teria sido capturado por uma equipe policial após se passar por policial civil e exigido indevidas vantagens econômicas às vítimas, alegando que estas estariam sendo investigadas por suposto contrabando de cigarro. ´

Outras possíveis vítimas podem se dirigir à DERF, que está localizada na Rua Américo Marques, 27, Lar do Trabalhador, em Campo Grande-MS e efetuarem o Boletim de Ocorrência.