Menu
8 de agosto de 2020
10º min
16º min
03/06/2019 às 07h51

Secretário de governo se defende dos ataques sobre seu salario.


iviagora

São muitos os “Fake News” que têm circulado pelas redes! Uma delas associa a mim, proventos que não correspondem ao salário que recebo como Secretário de Estado. Diante de tantas marcações e impossibilidade de responder em grande escala, o que o Facebook considera como Spam, elenco esclarecimentos que considero oportunos:

1-Não condiz com a realidade o que têm circulado pelas redes sociais a respeito dos proventos a mim direcionados. Informo que tais informações podem ser validadas através do Portal da Transparência do Governo de Mato Grosso do Sul, dados estes abertos e disponíveis a todos os cidadãos como estabelece a Lei de Acesso a Informação. O acesso se dá pelo link: www.transparenciams.gov.br (Clicar em “Pessoal” – será aberta a página Consulta-Remuneração – Clique em continuar | No passo seguinte, digitar o nome do servidor – no caso, Roberto Hashioka).

2-Conforme pode ser verificado na página, o salário de Secretário de Estado corresponde a R$ 28.369,82 (Valor bruto), sendo este, portanto, os proventos relacionados ao atual cargo que ocupo.

3-Importante mencionar ainda que sou servidor de carreira (concursado) do antigo Departamento de Estada de Rodagem (Dersul). Como Engenheiro, recolhi as devidas contribuições durante 36 anos, o que assegurou minha referida aposentadoria.

4- Menciono ainda que os valores a mim direcionados como Secretário Especial, que datam de janeiro, correspondem à minha rescisão contratual do período em que estive à frente do Detran-MS.

5-Tenho a felicidade, de ainda hoje, poder contribuir com o Estado, devido à minha experiência alcançada como Gestor Público, através de três mandatos a mim conferidos pela população de Nova Andradina. Experiência esta, que através de muita dedicação e com o apoio dos servidores, elevaram o meu trabalho como “Prefeito Empreendedor” – Etapa Estadual, vencedor de três categorias e ainda como “Prefeito Empreendedor” em nível nacional, como “Melhor projeto da Região Centro-Oeste” (Sebrae MS e Sebrae Nacional). 
Também dou o devido destaque ao Prêmio “Prefeito Amigo da Criança”, que recebi da Abrinq em três oportunidades e ainda, o 1º Prêmio “Mérito Brasil de Governança e Gestão Públicas”, concedido pelo TCU - Tribunal de Contas da União e que, na referida edição, agraciou apenas cinco gestores do país. 
Elenco aqui tais premiações, por serem indicadores do trabalho austero em que tenho pautado minha trajetória política, e em especial, por serem validadas por instituições sérias e de credibilidade (Sebrae, Abrinq, TCU).

Nenhuma descrição de foto disponível.

6- Por fim, destaco que meu trabalho segue pautado na austeridade. Com muita honradez e dedicação, minha equipe e eu seguimos firmes no desafio de manter a sustentabilidade das contas públicas de Mato Grosso do Sul, o que exige seriedade. E assim faremos. Não deixemos que as “Fake News” ditem a forma como nos relacionamos com os servidores públicos do Estado, afinal, também faço parte dessa importante categoria que tanto têm contribuído para o desenvolvimento de MS e é nosso maior patrimônio.