Menu
14 de outubro de 2019
10º min
16º min
06/08/2019 às 12h31

'Trabalhador que critica patrão deveria empreender para ver como é barra pesada', diz Bolsonaro


iviagora - Estadão
Foto: Dida Sampaio

O presidente Jair Bolsonaro discursa durante cerimônia de inauguração de usina de energia em Sobradinho, na Bahia.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 5, para o Canal da Leda Nagle, no YouTube, que os trabalhadores que estão reclamando da falta de emprego e que "criticam o patrão" deveriam tentar empreender para "ver como é barra pesada ser empresário no Brasil".

 

O presidente disse que já manifestou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, o desejo de criar um programa intitulado Minha Primeira Empresa. Bolsonaro afirmou que sabe que a vida do trabalhador é difícil, mas que "a do empresário também é". "É a mesma coisa com direitos trabalhistas", disse.

 

"Tudo o que é demais atrapalha. É tanto direito que os patrões, os empreendedores, contratam o mínimo possível e pagam o mínimo possível", comentou, defendendo que o trabalhador escolha entre "menos direito e mais emprego ou todos os direitos e o desemprego".

 

Ele voltou a criticar a multa de 40% sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a que os trabalhadores têm direito em casos de demissão sem justa causa. "Essa multa apareceu no final do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ministro do Trabalho à época era o Francisco Dornelles, que elaborou esse projeto para evitar demissões", comentou Bolsonaro. "Num primeiro momento, funcionou para evitar as dispensas, mas hoje em dia as pessoas já não contratam mais", concluiu.