Menu
9 de dezembro de 2019
10º min
16º min
03/12/2019 às 13h49

Brasil registra maior exportação de soja em novembro, ante 2018, aponta Secex


iviagora

Apesar da melhora, no acumulado do ano o país vendeu 12% menos soja em grão do que no mesmo período do ano passado

As exportações brasileiras de soja em grão aumentaram em novembro, tanto se comparado a outubro desde ano, quanto a novembro de 2018, aponta levantamento do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços, pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Já no acumulado do ano, de janeiro a novembro, o país embarcou quase 11% a menos para o mundo.

As exportações de soja em grão do Brasil apresentaram receita de US$ 1,894 bilhão em novembro, alta de 8% ante outubro deste ano e queda de 0,2% se comparado ao mesmo mês do ano passado. A quantidade total do grão exportado pelo país ficou em 5,157 milhões de toneladas em novembro de 2018, 7% a mais que 2018 e 6% superior ao montante vendido em outubro deste ano.

Acumulado do ano

No acumulado de janeiro a novembro deste ano, o Brasil embarcou para o exterior mais de 70 milhões de toneladas quase 12% a menos que no ano passado. Em receita a queda é ainda maior chegando quase a 30%, já que até o momento o país recebeu US$ 24,6 bilhões, ante os US$ 34,4 bilhões de 2018.

Farelo

As exportações de farelo de soja do Brasil apresentaram receita de US$ 429,8 milhões em novembro, ante os US$ 490 milhões de outubro deste ano e os US$ 441 milhões do ano passado.

A quantidade total de farelo exportada pelo país ficou em 1,213 milhão de toneladas, 2,1% menor que os 1,426 milhão de toneladas de outubro deste ano, mas 15,9% a mais que os 1,047 milhão do mesmo período do ano passado.

Óleo

As exportações de óleo de soja do Brasil apresentaram receita de US$ 9,1 milhões em novembro, forte recuo de quase 66% ante o mês anterior e quase 40% menor que o registrado no mesmo período de 2018.

A quantidade total de óleo exportada pelo país ficou em 13,4 mil toneladas neste ano, ante as 47,1 mil toneladas de outubro (67,4% menor) e as 22,7 mil toneladas (41,3% menor) de 2018.