Menu
7 de abril de 2020
10º min
16º min
14/12/2019 às 06h44

Professor embriagado capota carro, atinge 4 pessoas e criança é socorrida em estado grave


iviagora - Rio Brilhante em Tempo Real

Três pessoas ficaram feridas, entre elas uma criança de dois anos de idade, após serem atingidas por um carro que capotou.

 

O veículo era conduzido por um professor de 28 anos de idade, que estaria embriagado e foi preso em flagrante. O acidente aconteceu no final da tarde desta sexta-feira (13) na cidade de Rio Brilhante MS.

 

O professor conduzia o veículo pela avenida Augusto Lopes da Silva, na região do bairro Pró Moradia XIV, quando perdeu o controle da direção e capotou. Uma idosa de 62 anos estava passando de bicicleta e foi atingida.

 

 

Depois, o veículo atropelou três pessoas da mesma família, sendo um homem, a esposa e uma criança de dois anos.

Foto: Rio Brilhante em Tempo Real

A Polícia Militar foi acionada e prendeu o motorista em flagrante, conforme o site Rio Brilhante em Tempo Real. No teste de alcoolemia, o resultado foi 0.85ml de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. No carro do professor também estavam dois adolescentes, mas nenhum dos ocupantes ficou ferido. A ocorrência foi encaminhada para delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante.

As vítimas foram socorridas para o hospital da cidade. A idosa foi atendida e liberada durante a noite desta sexta. O pai foi transferido para um hospital de Dourados com as duas clavículas e um braço fraturados. A mãe continua em observação em Rio Brilhante.

Como a família tem plano de saúde, a transferência do homem foi feita por ambulância do plano que se deslocou de Dourados para Rio Brilhante por volta das 22h.

Até às 1h30 da madrugada deste sábado (14) a criança aguardava vaga em outro hospital, pois apresentava ferimentos graves na face e TCE (Traumatismo de Crânio Encefálico). Até esse horário o hospital de Rio Brilhante não estava conseguindo vaga pela central de regulação. Estava sendo pedida vaga para transferir a criança pelo plano e também pelo SUS em cidades como Dourados, Campo Grande e Três Lagoas, mas até o início da madrugada os pedidos foram negados.