Menu
29 de setembro de 2020
10º min
16º min
25/01/2020 às 18h42

Ivinhema - Homem é preso suspeito de dopar enteada de nove anos e abusar sexualmente dela


iviagora - Ivinoticias

Um homem residente em Ivinhema foi preso nesta quinta-feira (23) suspeito de dopar e abusar sexualmente de sua enteada, uma criança de nove anos de idade. Conforme a investigação, o acusado, que é profissional da área da saúde, colocava sedativo no leite consumido pela menina para praticar os atos sexuais com ela.

Segundo as informações divulgadas pela Polícia Civil, na tarde de quarta-feira (22), chegou ao conhecimento da equipe da Delegacia de Polícia de Ivinhema, através do Conselho Tutelar, a informação de que uma criança de nove anos de idade havia sido atendida em uma unidade da Estratégia de Saúde da Família (ESF), sendo que, durante a consulta, o médico constatou que a menor apresentava lesões na área genital.

Ao ser questionada, a criança reclamou muito de dores nas partes íntimas e informou que havia sido abusada várias vezes pelo ex-padrasto, o qual considerava como pai. O conselho tutelar foi acionado e, por sua vez, encaminhou o caso ao conhecimento da Polícia Civil.

A criança, que estava acompanhada pela avó, disse em depoimento que possui uma irmã que é filha biológica do suspeito, sendo que sempre que a irmã pernoitava na residência do pai, a vítima a acompanhava. Ela narrou que, após pernoitar na residência do acusado por vários dias, retornou para a casa da avó na noite de segunda-feira (20). Na manhã de terça-feira (21), começou a queixar-se de dores nas partes íntimas.

A avó disse ter suspeitado inicialmente que a criança estivesse com infecção urinária, momento em que a menor contou que o ex-padrasto havia inserido o pênis na vagina e no ânus dela, e que, antes de dormir, o suspeito, que é profissional da área da saúde, amassava um comprimido na pia e colocava em seu leite, dando-lhe a bebida antes de dormir, dopando-a.

Nas palavras da criança, o leite a deixava sonolenta, ocasião em que o suspeito começava a abusá-la sexualmente, sendo que o ato demorava várias horas. Segundo os relatos, durante o último abuso, a menor chegou a bater no rosto do suspeito, porém, ele teria continuado com os atos sexuais.

A autoridade policial apurou que os abusos estariam ocorrendo há cerca de um ano, sendo que, durante esse período, por várias vezes, a criança dormia com roupa e, no momento em que acordava, suas vestes estavam abaixadas.

Diante dos relatos, foi registrada ocorrência policial na Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, sendo que a vítima foi encaminhada para a realização de exame pericial, bem como para a contracepção de emergência e prevenção de possíveis doenças sexualmente transmissíveis.

Os policiais apuraram também que o suspeito já estaria com passagem comprada com a intenção de viajar para a região Norte do País nos próximos dias, sendo que, diante das circunstâncias, a delegada responsável pelo caso, Gabriela Ribeiro de Souza e Violin, representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi decretada pelo juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Ivinhema.

Imediatamente após a expedição do mandado, uma equipe da Delegacia de Polícia Civil iniciou diligências que culminaram na localização do suspeito, que foi conduzido até a unidade policial e colocado à disposição do Poder Judiciário.

A delegada Gabriela Violin ressaltou que é muito importante que a população denuncie esse tipo de violência, uma vez que, em sua avaliação, o silêncio só contribui para a impunidade daqueles que praticam tais atos.

Segundo ela, neste caso, as providências foram tomadas devido ao comprometimento de todas as pessoas envolvidas, sendo o médico que atendeu a criança, o Conselho Tutelar, a equipe de investigadores e escrivães da Polícia Civil de Ivinhema, bem como o Poder Judiciário e o Ministério Público