Menu
4 de abril de 2020
10º min
16º min
26/03/2020 às 13h34

Decreto prevalece, mas igrejas não podem realizar cultos e missas presenciais


iviagora

O presidente Jair Bolsonaro incluiu as atividades religiosas como serviços essenciais à população. Com isso, os templos podem ficar abertos, desde que respeitem a determinação do Ministério da Saúde de evitar aglomerações. Estados e municípios, no entanto, podem acionar a Justiça caso haja alguma determinação local para o fechamento de igrejas e outros centros.