Menu
7 de julho de 2020
10º min
16º min
06/04/2020 às 08h58

‘Mandetta pode ser demitido a qualquer momento’, diz militar


iviagora

Após Jair Bolsonaro afirmar neste domingo (05) em frente ao Alvorada que “vai chegar a hora dele” e que irá “usar a caneta” contra ministros que “virarem estrelas”, um militar próximo revelou que o presidente pretende demitir o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A fonte diz que “Bolsonaro quer a cabeça de Mandetta, mas não irá mexer no corpo técnico e nem nas iniciativas [da pasta]”. Entretanto, membros do ministério estão dispostos a deixar o governo caso o ministro seja exonerado.

Na tarde de hoje, Bolsonaro falou com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada e sem citar nomes, disse que “algo subiu à cabeça” de alguns ministros dele, que “viraram estrelas” e que “a hora deles vai chegar”. O presidente afirma não ter medo de “usar a caneta” contra ministros.

 

Sem citar nomes, Bolsonaro disse que "algo subiu à cabeça" de alguns ministros dele, que "viraram estrelas", que "a hora deles vai chegar" e ele "não tem medo de usar a caneta".

 
 

Ainda segundo a fonte, o objetivo das declarações de Bolsonaro é pressionar Mandetta a pedir demissão. Questionado pelo Estadão, o ministro respondeu bocejando: “Eu estou dormindo. Amanhã eu vejo, tá?”.

Mais cedo, o escritor Olavo de Carvalho postou em sua conta oficial no Facebook a frase: “Fora Punhetta”. Considerado professor de Eduardo (PSL-SP) e Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), Olavo foi decisivo para as demissões dos ministros Ricardo Vélez (Educação) e Santos Cruz (Secretaria de Governo).