Menu
1 de junho de 2020
10º min
16º min
06/05/2020 às 20h52

Após 49 dias na UTI e duas paradas cardíacas por covid-19, representante comercial recebe alta sob aplausos em MS


iviagora - g1/ms

O representante comercial Cristiano Miguel de Lima, 38 anos, pôde comemorar uma grande vitória na manhã desta quarta-feira (6), em Campo Grande (MS). Após 49 dias internado após complicações devido ao novo coronavírus, ele recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Proncor, onde foi tratado.

De acordo com a esposa dele, Graziele Nunes de Lima, de 36 anos, o marido começou a passar mal após uma reunião de trabalho realizada no interior de São Paulo, no início de março. Ele chegou a ir para o hospital, mas por não apresentar outro sintoma além de resfriado, o médico o prescreveu apenas antibiótico contra pneumonia.

"Só que pouco depois da consulta ele piorou, disse estar muito cansado e resolvemos levá-lo de volta para o hospital. Foi quando ele teve a suspeita de coronavírus e ficou internado", diz Graziele. Ali, no dia 17 de março, começava um pesadelo para a família. Logo no dia seguinte, Cristiano foi entubado e passou 21 dias assim, tendo duas paradas cardiorrespiratórias. A situação só melhorou após uma traqueostomia.

Graziele conta que, enquanto ele estava no hospital, ela recebeu a informação de que mais seis amigos do marido, que estavam na reunião em São Paulo também foram hospitalizados com covid-19. Dois faleceram, um na Bahia e outro no interior paulista. "Foi um período muito difícil, de insegurança e saudade. Só conseguíamos vê-lo pela janela de vidro do hospital, era muito angustiante", conta a esposa.

Para Graziele, o pesadelo maior só terminou após o dia 27 de abril. Era aniversário da filha mais nova do casal, Alice, que fazia 14 anos. Autorizadas a entrar com Equipamentos de Proteção Individual (EPI) no quarto, Graziele, Alice e Bianca (filha mais velha do casal, de 18 anos) puderam voltar a tocar em Cristiano e, juntos, cantaram parabéns. "Quando tivemos contato com ele foi dia 27 de abril, vimos que já estava próximo de alta da UTI e ficamos bem mais tranquilas. Depois disso, ele foi só melhorando", conta a esposa.

Cristiano recebeu alta nesta quarta-feira, com direito a festa e aplausos de médicos, enfermeiros e funcionários do hospital. Ele ainda deve ficar no apartamento em observação e se recuperando fisicamente, mas a família acredita que o representante comercial já volte para casa neste final de semana, ou, no mais tardar, na semana seguinte.

 

Para Graziele, após quase 50 dias de angústia, a cura, sem sequelas, de covid-19 do marido é praticamente um milagre. "Foi um tempo super difícil, ficar sem o marido, um pai em casa. Agora é poder curtir de novo esses momentos, já que graças a Deus ele vai voltar para casa", finaliza.