Menu
1 de junho de 2020
10º min
16º min
07/05/2020 às 07h11

Auxílio emergencial negado? Veja como fazer a contestação no site


iviagora

Quem teve o auxílio emergencial negado pode recorrer para tentar obter os valores. A plataforma da Caixa Econômica Federal permite, desde o dia 20 de abril, realizar a contestação do pedido do chamado "coronavoucher" online, pelo computador ou celular.

 

O procedimento é válido para quem recebeu a mensagem “benefício não aprovado” com a descrição “dados inconclusivos", que também permite a abertura de uma nova solicitação.

Segundo a instituição, o alerta pode aparecer quando o solicitante não indicou ou faltam dados de familiares ao se declarar chefe de família. Além disso, o aviso surge se uma pessoa já morta tenha sido indicada como membro, ou caso tenha havido divergência entre as informações repassadas e a base do governo.

 

Veja, a seguir, como pedir novamente o auxílio de R$ 600 a R$ 1.200 mensais para ajuda durante a crise da Covid-19 por meio do site.

Passo 1. Acesse o site do auxílio emergencial e clique em “Acompanhe sua solicitação”;

Acompanhe sua solicitação do Auxílio Emergencial no site a Caixa — Foto: Reprodução/Paulo Alves

 

Passo 2. Digite o CPF, marque a caixa de verificação de identidade e clique em “Continuar” para receber um código de acesso via SMS no celular. Se você já tem um código recebido nas últimas 24 horas, clique em “Já recebi o código”;

Solicite um novo código ou reutilize um recebido nas últimas 24 horas — Foto: Reprodução/Paulo Alves

 

Passo 3. Digite o último código da Caixa que você recebeu, desde que tenha sido nas últimas 24 horas;

Digite o código recebido no celular — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Digite o código recebido no celular 

Passo 4. Leia atentamente o motivo de recusa do benefício. Se a razão for uma informação incorreta no cadastro, clique em “Realizar nova solicitação” para reiniciar o cadastro. Você deverá preencher os dados pedidos novamente, assim como da primeira vez, mas alterando o dado acusado como incorreto. Se a informação apontada como errada estava correta, ou se o cidadão discorda do motivo da negação, selecione “Contestar essa informação”;

Conteste um pedido negado do Auxílio Emergencial — Foto: Reprodução/Paulo Alves

 

Passo 5. Clique em “Continuar” para avançar;

Avance na contestação — Foto: Reprodução/Paulo Alves

 

Passo 6. Na tela seguinte, é preciso confirmar que o cidadão está ciente das penas da lei e está disposto a contestar uma informação do governo. Clique em "Continuar";

Continue para dar seguimento à contestação — Foto: Reprodução/Paulo Alves

 

Passo 7. Por fim, é preciso enviar uma declaração afirmando que o motivo apresentado pelo governo não é verdadeiro. Marque as duas caixas e clique em “Continuar”. A partir daí, o pedido será novamente enviado para análise e poderá ser acompanhado da mesma maneira que a primeira solicitação.

Marque as caixas e avance — Foto: Reprodução/Paulo Alves