Menu
8 de agosto de 2020
10º min
16º min
05/06/2020 às 12h32

Bolsonaro promete acabar com impostos para importação de armas de uso individual


iviagora - cnn

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prometeu acabar, em breve, com os impostos para a importação de armas de fogo de uso individual no Brasil.

Em discurso nesta sexta-feira (5) na cidade de Águas Lindas de Goiás, durante a inauguração de hospital de campanha, ele disse que a medida já está em estágio avançado em seu governo. 

“(...) E dizer aos senhores que brevemente, já está bastante avançado, uma boa notícia, nós vamos poder importar armas a uso individual sem imposto de importação. Então uma boa medida que vai ajudar todo o pessoal do artigo 142 e 144 da nossa Constituição”, afirmou o presidente, se referindo aos artigos que tratam dos policiais e das Forças Armadas.

O presidente disse que a medida também beneficiaria “o pessoal de segurança das casas legislativas estaduais e a federal, talvez municipal, não tenho certeza”. “Mas são medidas que ajudam de sobremaneira.”

Ao chegar no estado, Bolsonaro tropeçou e caiu depois de descer do helicóptero. Ao começar sua fala na cerimônia de inauguração, o presidente disse que não estava muito empolgado para discursar, mas que mudou de ideia depois que ouviu as "palavras gentis" do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Ele decidiu, então, dar exemplos da atuações do governo federal que julga positivas. Citou a diminuição das multas no agronegócio em 2019 em comparação com anos anteriores e disse esperar que diminua ainda mais neste ano.

"O que nós queremos é apelar cada vez mais, fazer com que o homem do campo, aquele que por ventura teima em fazer a coisa errada, aos poucos vá se educando de modo que esse artifício da multa diminua drasticamente", afirmou.

Depois, garantiu que seu governo está trabalhando para buscar soluções e "fazer com que a economia volte a girar o mais rápido possível". 

Crítica a protestos

O presidente também aproveitou a oportunidade para voltar a criticar algumas manifestações contra ele, chamando de marginais e terroristas possíveis participantes dos atos.

"Geralmente são marginais, terroristas, maconheiros, desocupados que não sabem o que é economia, o que é trabalhar para ganhar o seu pão de cada dia", afirmou o presidente. "E querem quebrar o Brasil em nome de uma democracia que eles nunca souberam o que é e nunca zelaram por ela."

Ele também reiterou o apelo para que as pessoas que apoiam seu governo não vão às ruas nos dias em que esses grupos marcarem protestos. 

"O outro lado, que luta por democracia, quer um governo funcionando, quer um Brasil melhor e preza por sua liberdade, [peço] que não compareça às ruas nesses dias para que possamos, as forças de segurança, fazer seu devido trabalho [se], por ventura, esses marginais extrapolarem os limites da lei", pediu.

Por fim, Bolsonaro prometeu que voltará a Goiás neste sábado (6) para "dar uns tiros". "Amanhã volto a Goiás de forma informal na região de Formosa para dar uns tiros. Está convidado, Caiado."

O Hospital de campanha

O hospital de campanha de Águas Lindas de Goiás foi construído para atender exclusivamente casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 na região do Entorno do Distrito Federal. Águas Lindas fica a cerca de 50 quilômetros de Brasília.

O presidente agradeceu a Caiado pelo convite para a cerimônia de inauguração. “Muito obrigado, Caiado por esse convite, por essa oportunidade de inaugurar esse hospital e, no fundo do coração, a gente torce para que pouca gente venha para cá, que é sinal que não precisa de atendimento”, afirmou.

A unidade terá 200 leitos de internação, dos quais 190 de enfermaria e 10 de UTI. Segundo a Secretaria de Saúde de Goiás, a estrutura permite ampliar o número de leitos de UTI conforme a necessidade.

O acordo de cooperação entre os governos federal e de Goiás prevê o funcionamento do hospital por quatro meses, podendo ser prorrogado. A assinatura do acordo é de 22 de maio. Inicialmente, a estimativa era de que as obras do hospital fossem concluídas em abril.

Com informações da Agência Brasil