Menu
8 de julho de 2020
10º min
16º min
26/06/2020 às 11h25

Ações da Secretaria de Assistência Social frente à pandemia


iviagora

Conforme a portaria nº 378, de 7 de maio de 2020, o Ministério da Cidadania disponibilizou  repasse financeiro emergencial de recursos federais para a execução de ações socioassistenciais e estruturação da rede do SUAS, devido à situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Portaria nº 369, publicada no Diário Oficial da União detalha como deve ser feita a estruturação do Sistema Único de Assistência Social (Suas) para ampliar ações de combate aos efeitos da pandemia provocada pelo novo coronavírus nos estados e municípios brasileiros.

Os recursos devem ser utilizados para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais das unidades públicas de atendimento, além de  compra de alimentos, prioritariamente ricos em proteínas, para reforçar a alimentação de idosos e pessoas com deficiência atendidas no Serviço de Acolhimento Institucional.  

Diante dessas normativas aSecretaria de Assistência Social de Ivinhema disponibilizou todos os EPIs que as equipes dos órgãos CRAS e CREAS solicitaram e julgaram necessários, como jalecos, luvas, máscaras, protetor facial e álcool em gel. Além disso, vem estudando formas de reestruturar a continuidade dos projetos e serviços de forma segura para a população e profissionais da assistência. Desta forma os equipamentos continuam abertos diariamente e funcionando em horário reduzido, das 7h às 13h, para preservar a integridade da saúde tanto dos colaboradores como dos usuários.

Com o recurso, a Secretaria também tem disponibilizado quinzenalmente cesta de alimentos ricos em proteínas às famílias que possuem pessoas com deficiência e estejam em situação de vulnerabilidade social, e para os idosos que encontram-seinstitucionalizados.

Além dessas cestas, os CRAS, continuam realizando os atendimentos e concessões de benefícios emergenciais, auxílio funeral, auxílio natalidade, dentre outros.

Os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), os quais eram configurados em grupo, tiveram que ser reformulados e estão acontecendo de forma remota, através de contato telefônico, via redes sociais e nos casos de extrema necessidade acontecem as visitas domiciliares respeitando todos os protocolos de segurança, como distanciamento e uso de EPIs.

Um novo projeto está sendo realizado pelos CRAS, intitulado como “Delivery do Amor”, este tem o intuito de levar até as famílias um pouco de afeto e esperança, as equipes prepararam kits higiênicos e materiais gráficos para distribuírem nas casas das famílias acompanhadas. O trabalho é realizado pelo lado de fora da residência, mantendo distancia considerável dos atendidos.

“ Em todo momento temos buscado formas de nos reinventar para que o nosso trabalho de prevenção a riscos e agravos sociais seja mantido de forma eficaz. Neste sentido visando a redução do risco de transmissão para preservar a oferta regular e essencial dos serviços, adotamos algumas medidas como revezamento das equipes em turnos, a disponibilização de materiais de higiene e Equipamentos de Proteção Individual (EPI), a flexibilização de atividades presenciais nos CRAS e no CREAS e o acompanhamento remoto de usuários.” finaliza a Secretaria de Assistência Social Mary Midory Sasada Crivelaro.