Menu
11 de agosto de 2020
10º min
16º min
29/07/2020 às 22h23

Irmãs de 96 e 100 anos se curam juntas da Covid-19 em MS: 'enquanto há vida, há esperança!'


iviagora - g1ms

Myrtes Bastos, de 96 anos e Dirce Bastos Hass, de 100 anos, são vizinhas em Corumbá (MS) e testaram positivo para o novo coronavírus no fim de junho. Em 15 dias, ambas se curaram da doença e viraram exemplos de superação no município.

Duas irmãs, de 96 e 100 anos, se recuperaram da Covid-19 em Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Myrtes Bastos, de 96, e Dirce Bastos Hass, de 100 anos, souberam que contraíram o novo coronavírus no fim de junho e, em cerca de 15 dias, conseguiram se curar da doença.

De acordo com a prefeitura de Corumbá, as irmãs são vizinhas e se visitam diariamente, muitas vezes sentando-se juntas na varanda para ver o movimento da rua. Myrtes foi quem apresentou os primeiros sintomas da doença, como febre, tosse e cansaço. As duas realizaram o teste no dia 27 de junho, com o resultado positivo saindo dois dias depois.

Conforme a secretaria de saúde do município, elas foram tratadas com muita hidratação, repouso, e vitamina C, sem uso de outros medicamentos. Myrtes diz que ficou mais de 15 dias com sintomas. "Estava fraca, sem olfato e paladar, mas quando estava doente não sentia que já ia para o lado de lá. Nunca fui pessimista. Enquanto há vida, há esperança, e por muitas vezes nem lembro a minha idade para não ficar desanimada", relata.

A idosa conta que segredo para a longevidade e saúde é viver tranquila, levar uma vida simples e se alimentar bem. Para o secretário de saúde de Corumbá, Rogério Leite, Myrtes e Dirce são "exemplos de superação". "A mensagem que fica é de esperança, coragem e de vontade de viver”, afirma.

Conforme o boletim epidemiológico divulgado diariamente pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), até esta quarta-feira (29), Corumbá registra 1.115 casos de Covid-19, com 32 óbitos. Já o estado de Mato Grosso do Sul tem 23.411 casos do novo coronavírus, com 342 óbitos pela doença confirmados.