Menu
28 de outubro de 2020
10º min
16º min
26/09/2020 às 22h05

Ivinhema - Polícia Militar Rodoviária sai de Amandina dia 30, para dar lugar a PRF


iviagora - jornaldanova

Responsável por grandes apreensões de drogas, contrabandos e outros ilícitos penais, a base operacional da PMR (Polícia Militar Rodoviária) de Amandina, localizada no município de Ivinhema, vai fechar as portas no próximo dia 30, para dar lugar a PRF (Polícia Rodoviária Federal). Tudo porque a rodovia que era estadual (MS-276) federalizou por meio de uma medida provisória em 2015, passando para a BR-376.

Como apurou o Jornal da Nova, naquela época, em 2017, a rodovia MS-276 que corta Nova Andradina através da avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade, voltou a ser BR-376. A federalização da rodovia estadual ocorreu depois que a Câmara dos Deputados aprovou a medida provisória n°.708/2015, que autorizou a União reincorporar 625,3 km das rodovias 060, 463, 376 e 487 da malha rodoviária federal transferida ao Mato Grosso do Sul, em 2002.

 

Ao todo, 15 trechos da antiga MS-276 foram federalizados, totalizando 174,9 km. A medida atingiu diretamente a região do Vale do Ivinhema, principalmente por conta do trecho que liga Nova Andradina a Ivinhema e que voltará a ser reconhecido pela nomenclatura BR-376. A pista também está presente nos seguintes trechos: Fim da pista dupla/entroncamento/MS-141/Ivinhema; Entroncamento MS-141/Ivinhema/Vila Amandina; Entroncamento MS-276/Vila Amandina; e Entroncamento MS-276/entroncamento rodovias MS-134/MS-274/MS-473/Nova Andradina.

 

Agora, até a próxima quarta-feira (30), a PMR de Amandina vai ser transferida para a base operacional do Vale do Ivinhema, que fica entre Nova Andradina e Batayporã (MS-134), ficando distante das cidades de Ivinhema que abrange a MS-141 até Naviraí, Angélica e, entre Deodápolis até ao rio Dourado, região de Porto Vilma e do distrito de Ipezal pela MS-145 até a BR-267, e na região de Guassulândia.

 

Policiais da Amandina vão para a base operacional do Vale do Ivinhema, que fica entre Nova Andradina e Batayporã (MS-134) – Foto: Jornal da Nova

Hoje, a BR-376 é uma via importante para acesso às cidades do cone sul do Estado, como Dourados, Naviraí, entre outros municípios de fronteira. O policiamento passará a ser de responsabilidade do governo federal, ou seja, da PRF (Polícia Rodoviária Federal), com subordinação à Unidade Operacional de Dourados.

A base de Amandina, com o fechamento no dia 30, deve ficar fechada para reforma, o prazo ainda não foi estipulado, mas a PRF vai tomar posse no dia 1º de outubro, sem deixar o trecho desguarnecido, conforme adiantou o chefe da PRF de Dourados, Waldir Brasil do Nascimento Júnior. “Os usuários da via não serão prejudicados, os agentes trabalharão provisoriamente em containers”, disse.

 

Já em contato com o comandante da PMR, tenente-coronel Wilmar Fernandes da Silva, disse que a já estão buscando uma solução para deixar a PMR mais próxima de Ivinhema, um planejamento está sendo realizado e um dos locais pode ser a MS-145 em Ipezal. “Por enquanto os policiais ficarão lotados na base de Nova Andradina e após as eleições a gente vai definir um novo local”, disse o comandante.

 

Enquanto isso, se houver uma ocorrência de trânsito na MS-141 – entre Ivinhema e Naviraí –, na MS-141 – entre Ivinhema e Angélica –, na MS-274 entre Angélica e Ipezal –, ou entre Deodápolis até a BR-267, o deslocamento será da base operacional do Vale do Ivinhema, em Nova Andradina, distâncias superiores a 70 km, chegando a mais de 100 km.  

 

Mas comandante garantiu que esses trechos serão periodicamente fiscalizados, para dar mais segurança aos usuários da via.

Base de Amandina realiza grandes apreensões de cargas ilícitas - Foto: PMR/Divulgação